Para passar por bloqueio, banda de forró faz show para caminhoneiros

Publicada em 26/05/18 as 08:18h - 24 visualizações

por Tv É Nóis!


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Tv É Nóis!)
Reprodução/ Instagram)
O melhor do Brasil é o brasileiro. A continuação da paralisação realizada pelos caminhoneiros por causa do aumento do preço dos combustíveis também tem momentos de diversão. Em passagem pela cidade de Ouricuri, no Sertão pernambucano, a banda Forró do Muido precisou realizar uma apresentação improvisada. É que na imediação da rodovia na BR-232, caminhoneiros disseram que o ônibus dos forrozeiros só passaria se a vocalista fizesse um mini-show. "Isso aqui é para passar pelo protesto, gente", afirmava Elayne Tyne nas suas redes sociais, antes da sua apresentação.

Nas imagens divulgadas pela cantora na sua conta do Instagram, ela mostra todos os passos do show para os caminhoneiros. Desde o momento em que descansava pós-show até o instante em que alegra o seu público. Durante toda a cantoria, o público se diverte e acompanha a banda nas canções selecionadas.
Caminhoneiros seguem mobilizados

Mesmo após acordo com o Governo Federal e a suspensão da greve por um período de 15 dias, os caminhoneiros continuam mobilizados em rodovias de Pernambuco. Desde a última segunda-feira (21), a categoria realiza manifestações contra o aumento do preço do diesel. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), os bloqueios desta sexta-feira (25) acontecem em vias do Grande Recife, Zona da Mata, Agreste e Sertão do Estado. Nos pontos de interdição, veículos de pequeno porte, ambulâncias, ônibus e caminhões com cargas para hospitais estão conseguindo passar.

"Não vamos sair daqui. Não só daqui, como de todos os Estados, enquanto o Governo não se pronunciar. O pessoal que fez o acordo lá, não tinha ninguém nosso. Ninguém falou com a gente. Eles viraram as costas", declarou Miguel Victor, de 28 anos, um dos coordenadores do movimento e que está realizando uma manifestação na BR-101, em Jaboatão dos Guararapes.

Acordo com os caminhoneiros 
Apesar de o governo ter anunciado o fim da paralisação dos caminhoneiros, os líderes da categoria que assinaram o acordo não asseguraram, ao fim do longo e tenso dia de reuniões no Planalto que seus filiados voltarão ao trabalho nesta sexta-feira (25).

"Assumimos o compromisso e vamos repassar (o acordo) ainda hoje (quinta-feira), na íntegra, para todos. Mas é a categoria que vai analisar e é o entendimento deles que vai dizer se isso foi suficiente ou não. O que estou dizendo para eles é que chegamos aqui com duas reivindicações e saímos com 14, e houve uma sensibilidade do governo no atendimento às reivindicações", declarou o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores Autônomos (CNTA), Dilmar Bueno. Em nenhum momento da entrevista coletiva o representante dos caminhoneiros assegurou que a categoria voltaria ao trabalho nesta sexta.

Já os presidentes das Federações de Transportadores Autônomos de São Paulo e de Minas Gerais, Norival de Almeida e Silva e Gilmar Carvalho, respectivamente, demonstraram pessimismo. "Saio preocupado. Acho que podem não aceitar", disse Carvalho. Segundo ele, é "a categoria quem decide". O representante se comprometeu a mostrar os avanços obtidos na negociação, mas sem dar garantias do fim do movimento. "O valor viável do combustível não existe (no acordo)", afirmou.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







Nosso Whatsapp

 

Copyright (c) 2018 - Tv É Nóis!